Horário de Atendimento:
Seg à Qui - Das 08h00 às 18h00 Sex - Das 08h00 às 17h00

Perifíton

A comunidade perifítica é composta por algas, bactérias, fungos, animais, detritos orgânicos e inorgânicos. Contudo, esse grupo é claramente dominado por algas (Lowe & amp; Laliberte, 1996).

As algas perifíticas desempenham reconhecido papel nos ciclos energéticos dos ecossistemas aquáticos continentais, assumindo grande importância ecológica nas zonas litorâneas e em ambientes rasos, nos quais ocorrem vários tipos de superfícies para seu desenvolvimento, como rochas (epilíton), vegetais (epifíton) e sedimentos (epipelon). Esses organismos representam a fonte principal ou dominante de síntese de matéria orgânica, principalmente em sistemas lacustres (Wetzel, 1996).

A comunidade perifítica vem sendo utilizada como indicador do grau de eutrofização de rios e riachos expostos ao sol, através do crescimento de algas filamentosas e de cianobactérias que respondem a fatores relacionados à energia luminosa e a nutrientes inorgânicos dissolvidos na água, especialmente fósforo, às pressões de interações competitivas e à herbivoria (Meibeck, 1995). Destaca-se também seu modo de vida séssil e o curto ciclo de vida, que fazem com que os organismos respondam rapidamente às alterações ocorridas no meio aquático.